O Mar Negro, a segunda frente da OTAN

- Publicidade -

Embora a atenção dos meios de comunicação social relativamente à fricção entre a OTAN e as forças militares russas se concentre principalmente nos Estados Bálticos, esta não é a única área de crise que a Aliança enfrenta. Assim, os países ribeirinhos do Mar Negro, a Bulgária e a Roménia, mas também países aliados como a Ucrânia ou a Geórgia, enfrentam um aumento significativo nas ações militares russas

É por isso que a NATO também enviou uma brigada mecanizada americana para a Roménia há alguns meses, e reforçou a presença de aeronaves da aliança, iniciada em 2014, numa medida de garantia semelhante à implementada nos países bálticos. 

O jogo conturbado da Turquia face à aliança e à Rússia aumenta as incertezas encontradas neste teatro, especialmente porque as tensões com a Grécia no Mar Egeu continuam a crescer e Ancara detém "as chaves" dos estreitos que permitem a passagem através do Mar Negro . 

- Publicidade -

Para mais

REDES SOCIAIS

Últimos artigos