O programa FMAN/FMC dá mais um passo

O projeto franco-britânico Future Missile AntiNavire / Future Cruise Missile, destinado a substituir os mísseis Exocet, Harpoon e SCALP/Storm Shadow, acaba de concluir a sua fase preliminar de definição de conceito. Assim, o novo sistema terá alcance de até 1000 km (na versão aerotransportada), velocidade de até Mach7, portanto classificado como hipersônico, e terá perfil furtivo. 

Como observou o blog Le armchair de Colbert, no entanto, não sabemos se o míssil poderia ou não ser lançado a partir de submarinos, como o Exocet SM39. Na verdade, de momento, apenas a opção de disparo vertical do silo parece ter sido mantida. Esta opção também pode ser potencialmente problemática para os navios franceses, que hoje utilizam contentores oblíquos para os MM40. A utilização de lançadores verticais poderia, portanto, ser feita em detrimento de outros mísseis em silos, como o míssil de defesa antiaérea Aster ou o míssil de ataque de longo alcance MdCN.

Leia o artigo em inglês (2 min)

http://www.navyrecognition.com/index.php/news/defence-news/2019/january/6730-franco-brittish-fact-finding-mission-going-on-the-next-generation-of-anti-ship-missiles.html

Para mais

REDES SOCIAIS

Últimos artigos