China coloca em alerta suas baterias de mísseis balísticos anti-navio de longo alcance

Pouco a pouco, a China aumenta a tensão sobre a protecção do Mar da China. Na verdade, os canais estatais chineses anunciaram esta semana colocando baterias de mísseis balísticos anti-navio DF-26 em alerta, localizado nos planaltos desérticos do noroeste do país, em resposta à entrada de um destróier norte-americano nas águas que a China hoje considera suas, depois de ter implantado, de forma altamente contestada, bases militares em atóis desabitados na China Mar.

Segundo as autoridades chinesas, o míssil DF26 é capaz de atingir um edifício a mais de 6000 mil km de distância. Mas muitos especialistas ocidentais acreditam que as capacidades anunciadas por Pequim relativamente a eles, e ao DF21 que o precede, são muito exageradas, e que estes mísseis não têm capacidade para atingir um edifício em movimento.

Para mais

REDES SOCIAIS

Últimos artigos