A Marinha Russa receberá em breve drones de colocação de minas

Enquanto as marinhas ocidentais redescobrem a necessidade de ter uma frota de caçadores de minas, como demonstra o ambicioso contrato das marinhas belga e holandesa para 12 caçadores de minas pesados, as forças russas estão a desenvolver sistemas autónomos para implantar minas navais de forma rápida e eficiente.

De acordo com um comunicado de imprensa da empresa Tecmash, por ocasião da exposição Exército-2019, as autoridades russas ordenaram, há 3 anos, o desenho de um drone mineiro naval autónomo implantado pelo camião todo-o-terreno Kamaz, garantindo também o papel de posto de controle. O drone seria capaz de implantar minas num raio de 5 a 15 km, mapear a área minada e transmitir essas informações aos centros de comando.

De acordo com o mesmo comunicado de imprensa, o dispositivo foi encomendado pela Marinha Russa e também por “vários clientes de exportação”, sem especificar quem era ou o número de dispositivos adquiridos. Segundo a Tecmash, todas as encomendas representam vários milhares de milhões de rublos (1 € = 70 rublos).

Deve-se notar que, por ser transportado em caminhão, este dispositivo parece ser principalmente defensivo. Mas nada impede o facto de dispositivos semelhantes, controlados a partir de navios ou submersíveis, poderem ser utilizados de forma mais ofensiva, para minar um ponto de passagem estratégico, por exemplo.

Para mais

REDES SOCIAIS

Últimos artigos