Sistema antiaéreo de médio alcance Buk-M3 fortalece a defesa russa multicamadas

O sistema de defesa antiaérea 9K317M Buk-M3, identificado pela OTAN como o Viking, é a última evolução do sistema Buk entrou em serviço em 1979 para substituir o SA-6 Gadfly que se revelou muito eficaz, nomeadamente durante a Guerra do Yom Kippur em 1973. Este novo sistema, capaz de rastrear e interceptar simultaneamente 36 alvos num raio de 70 km e a uma altitude de até 35 km, e destinado a garantir a proteção ao nível divisional das forças russas, ou para reforçar as defesas de locais sensíveis, como postos de comando, centros de comunicações, bases logísticas.

Le Buk-M3 representa a camada intermediária da defesa antiaérea geral da Rússia, uma posição que compartilha com o novo S350. Intervém entre sistemas de defesa de área especializados em interceptação de média e alta altitude e de alcance muito longo, como o S400 et o futuro S500e sistemas de defesa de curto alcance, como sistemas M2 discreto e o SOSSN, que acompanham as unidades em contato, cujo alcance permanece inferior a 20 km.

Notícias de defesa TOR M2 | Contratos e Editais de Defesa | Defesa antiaérea
A defesa de curto alcance é fornecida pelo sistema TOR M2, que acompanha unidades motorizadas das forças russas

Segundo a fabricante Rosoboronexport, o novo míssil 9 seria capaz de interceptar qualquer alvo que se deslocasse entre 15m e 35 km de altitude, a uma velocidade de até 3000 m/s, o que inclui, portanto, mísseis balísticos com alcance inferior a 200 km, como em particular, munições MGM-140 ATACMS que equipam lançadores múltiplos de foguetes americanos, ou mesmo mísseis de cruzeiro ocidentais JASSM, Tomahawk ou MdCN. Ainda segundo a fabricante, o PK (percentual de abate), que indica as chances de destruição de um alvo, seria igual a 95% contra aeronaves, 70% contra mísseis balísticos e 80% contra mísseis de cruzeiro.

Os Os sistemas Buk-M3 substituem Buk-M1 e M2 gradualmente nos batalhões e brigadas antiaéreas das Forças Armadas Russas desde 2016. Hoje, pelo menos 5 brigadas foram transformadas para o novo sistema.

Para mais

REDES SOCIAIS

Últimos artigos