A indústria militar chinesa ultrapassaria o Ocidente em 2023, segundo relatório do Pentágono

“A indústria militar da China produz agora mais equipamento de defesa do que a indústria dos Estados Unidos, dos seus aliados no teatro do Pacífico e dos seus aliados europeus juntos.” É nestes termos que a nova estratégia industrial de defesa nacional americana, actualmente a ser finalizada pelo Pentágono, coloca o problema do equilíbrio industrial e de capacidades desfavorável que se aplicará às forças americanas no Pacífico que enfrentam a China.

Ao falar pela última vez aos deputados do Comitê de Defesa, o Almirante Pierre Vandier, Chefe do Estado-Maior da Marinha Francesa, declarou em agosto de 2022 que dentro de 10 anos, a Marinha Chinesa seria numericamente 2,5 vezes superior à Marinha dos EUA, enquanto ela recebeu, segundo ele, o equivalente à Marinha Francesa a cada 4 anos em novos navios.

Segundo o oficial-general francês, só seria possível, perante uma tal hidra em formação, enfrentá-la reunindo todas as forças navais e aéreas ocidentais, na esperança de conter esta ameaça. Esta declaração, embora deliberadamente concebida para impressionar um chefe de gabinete a poucos passos da reforma, pode muito bem ser demasiado optimista.

nova corveta da indústria militar chinesa
A construção de um novo tipo de corveta furtiva pôde ser observada nos estaleiros chineses de Liaonan. O fosso tecnológico entre a produção chinesa e ocidental tende a diminuir rapidamente.

Na verdade, de acordo com um relatório do Pentágono em preparação, incluindo extratos foram supostamente obtidos por jornalistas do Politico, pode muito bem acontecer que a produção de equipamento militar chinês exceda a dos Estados Unidos, mas também a de todos os seus principais aliados no teatro do Pacífico (Austrália, Coreia do Sul, Japão, Nova Zelândia, Filipinas e Taiwan) e europeia, em maioria das principais áreas de ação militar.

A indústria militar da China produz mais do que os Estados Unidos e seus aliados juntos

Como parte da elaboração da primeira estratégia industrial nacional, liderada pelo chefe das aquisições do Pentágono, William LaPlante, os serviços do Pentágono elaboraram, de facto, um quadro muito alarmante relativamente à produção comparativa de equipamento de defesa pela indústria americana, e por a indústria militar chinesa.

Não é de surpreender que o relatório anuncie que as taxas de produção industrial chinesa são significativamente mais elevadas do que as apoiadas pela indústria americana, mesmo reconhecendo que o equipamento americano é superior ao que está em serviço nos exércitos chineses.

O relatório estima, acima de tudo, que a produção industrial de defesa acumulada dos Estados Unidos, dos seus aliados do Teatro do Pacífico, bem como dos seus aliados europeus da NATO, também seria numericamente inferior à da indústria de defesa. avaliação quantificada do desequilíbrio em questão.

J-20
A China é o único país, além dos Estados Unidos, a implementar massivamente um caça stealth de design doméstico, o J-20.

Esta declaração destaca dificuldades futuras significativas para o bloco ocidental. Em primeiro lugar, adicionar a produção europeia a este cálculo serve mais para reforçar a eficácia da manifestação do que para reflectir um verdadeiro equilíbrio de poder.


Restam 75% deste artigo para ler. Inscreva-se para acessá-lo!

Logo Metadefense 93x93 2 Planification et plans militaires | Actualités Défense | Alliances militaires

Os Assinaturas clássicas fornecer acesso a
artigos em sua versão completae sem publicidade,
a partir de 1,99 €.


Para mais

REDES SOCIAIS

Últimos artigos